“Fancy Hems” by Luzine Happel

I’ve already told you about Basic Principles of Schwalm Whitework by Luzine Happel, a step-by-step of that old and traditional German embroidery.

Já aqui falei sobre o livro Basic Principles of Schwalm Whitework, da Luzine Happel, o passo-a-passo daquele antigo e tradicional bordado alemão.

Today I want to introduce you another Luzine Happel’s book: Randabschlüsse (German edition), Fancy Hems (English edition), Finitions et Brodures (French edition). Many of Luzine’s books have these three editions – you can contact her (leuchtbergverlag@aol.com) for more details (unhappily she has no blog! lol).
Fancy Hems is “described in great detail and illustrated with step-by-step instructions” (as you can read on the front page).

Hoje vou apresentar-vos um outro livro da Luzine Happel: Randabschlüsse (edição alemã), Fancy Hems (edição inglesa), Finitions et Brodures (edição francesa). Muitos dos livros da Luzine têm estas três edições – Luzine pode ser contactada(leuchtbergverlag@aol.com) para mais pormenores (infelizmente não tem blogue! lol). A tradução para português poderia ser Bainhas decorativas…
Fancy Hems está descrito com grande detalhe e com instruções ilustradas passo-a-passo (como se pode ler na capa).

Like all Luzine Happel’s books, Fancy Hems is very easy to follow with lots of clear step-by-step instructions photos. The book leads us from the simpler to more elaborated hem decorations.

Como todos os livros de Luzine Happel, Fancy Hems é muito fácil de seguir com fotografias muito claras das instruções passo-a-passo. O livro leva-nos das bainhas mais simples às mais elaboradas.

All household linens have a more or less elaborated hem. Often the hem is the only decoration adorning a table-cloth, a table-runner, a napkin.
Toda a roupa de casa tem bainhas mais ou menos elaboradas. Muitas vezes a bainha é a única decoração de uma toalha de mesa ou de chá, um guardanapo.

Despite being this book, Fancy Hems, a complement to the Basic Principles of Schwalm Whitework it would be very interesting and useful to all who love openwork and drawn thread work. The hems showed in Fancy Hems are often used on Schwalm embroidery but you can use them to embellish any border.

Apesar deste livro, Fancy Hems, ser um complemento ao Basic Principles of Schwalm Whitework, é, com toda a certeza, muito útil e interessante para quem gosta de bainhas abertas e bordadas. As bainhas que se podem ver no Fancy Hems são usadas no bordado Schwalm, mas podem ser usadas para decorar qualquer bainha.

Luzine doesn’t forget any little detail. So for each pattern she explains meticulously how to do each corner too. You can see every detail described not only in words but through the photos.

Luzine não esquece o mais pequeno detalhe. Para cada desenho, explica, também  meticulosamente, como fazer o respectivo canto. Pode-se ver cada detalhe não só descrito por palavras, mas também através de fotografias.

Luzine has several books for Schwalm patterns and for filling stitches, drawn and pulled threads. Many of them in three languagues: German, English and French. You can send Luzine an e-mail (leuchtbergverlag@aol.com) if you are interested in any of her books. She has not only PayPal but also payments for IBAN account, useful for Euro European people.

Thank you Luzine for sending me the book and for all the effort you have used writting it and sharing your passion!

Luzine tem vários livros de padrões Schwalm e também de pontos de fundo, ajour e fios puxados. Muitos deles em três linguas: alemão, inglês e francês. Se estiverem interessados em algum dos seus livros podem enviar um e-mail à Luzine (leuchtbergverlag@aol.com). O pagamento pode ser feito através de PayPal e também por transferência bancária, útil para os países da zona euro.

Muito obrigada, Luzine, pelo envio do livro e por todo o trabalho de escrevê-lo e de partilha dessa paixão!

On-line resources / Recursos on-line

Once again I refer Mary Corbet’s blog Needle’nThread as the best on-line embroidery resource if you are a beginner or advanced embroiderer: there you can find video stitches, all kind of embroidery patterns, several needlework book reviews, lessons and lots of information about needlework.

Não me canso de referir, uma vez mais, o blogue da Mary Corbet Needle’NThread, como o melhor dos recursos on-line para quem borda ou quer aprender a bordar: videos de pontos, todo o género de desenhos para bordar, várias revisões de livros sobre bordados, séries de lições e muita, muita  informação.

Elena over Coeur de Freesia is  translating Mary Corbet’s tutorial series on long and short stitch lessons into French. For those of you who speak French Coeur de Freesia is another important blog resource about all kind of embroideries.

Elena do blogue  Coeur de Freesia está a traduzir para francês a série de lições sobre ponto matiz da Mary Corbet.  Para quem domina melhor o francês, Coeur de Freesia é outro blogue cheio de informação sobre todos os tipos de bordados.

And a good new for the left-handed: Yvette Stanton has published her fouth book The left-handed embroiderer’s companion – a step-by-step stitch dictionary just for left-handed. Mary Corbet –  always she! – said about this book  “Yvette has written some exceptional embroidery books” and “she’s outdone herself on this”. And it is not useful for left-handed.
But you have to read Mary Corbet’s review here, where she shows some pages from the book.

E uma boa notícia para todos os canhotos: Yvette Stanton  publicou o seu quarto livro  The left-handed embroiderer’s companion –  um dicionário de pontos de bordar com o passo-a-passo para canhotos!  Mary Corbet – sempre ela! –  escreveu sobre este livro “Yvette escreveu alguns livros de bordados excepcionais” mas “neste ultrapassou-se .” E não é um livro útil só para canhotos, porque além de ter os diagramas de pontos de bordar para canhotos, tem um para não canhotos. Um pormenor que torna este livro precioso para todos (canhotos ou não). Inclui 74 pontos.
Mary Corbet tem uma excelente crítica aqui, com várias imagens do interior do livro.

And don’t miss

 Needle – an on-line magazine for embroidery from the Hand Embroidery Network.

CQMagOnline – another magazine published four times a year: January, April, July and October.

E não percam

Needle – uma revista on-line sobre bordados da Hand Embroidery Network.

CQMagOnline – outra revista publicada quatro vezes ao ano: Janeiro, Abril, Julho e Outubro.

That’s all. Have a happy stitching week!

É tudo. Tenham uma boa semana!

Sorte, a minha / Lucky me (I)


Just before I leave to the country for Christmas holidays with aaalll my family I’ve got the book Denise Felton sent me. I won it in a Craftgossip giveaway (Craftgossip is a craft blog divided into sub-blogs, each one with its own editor). I always read Denise at Craftgossip Needlework. Denise is kind and nice, with a fine sense of humour, and always very supportive. She points out the best needlework news all over the world.
The book is  Say it with stitches  by Sharon and Kristin Jankowickz, a very nice book. Thanks Denise!

Mesmo antes de ir para o campo, passar as férias de Natal com tooooda a família, recebi o livro que a Denise Felton me enviou. Ganhei-o num sorteio do Craftgossip (um blog sobre crafts dividido em sub-blogues, cada um com o seu próprio editor). Leio regularmente a Denise no Craftgossip Needlework. Denise é afável e simpática, com fino sentido de humor, e sempre muito motivadora. Denise mostra-nos as novidades de todo o mundo das agulhas e linhas.
O livro é Say it with stitches  by Sharon and Kristin Jankowickz. Um bom livro. Obrigada Denise!

Schwalm Whitework IV (update)

The Swchwalm Whitework comes from Basic Principles of Schwalm Whitework by Luzine Happel. I began this project a while ago, but with the wrong linen.
I began again with proper linen, thanks to Luzine. I have to say that embroidery goes much faster now.
Last weeks I haven’t worked too much because I’m doing other projects. I’ve also decided the filling stitches will be made at the end. I must practise before starting the final project since I’ve never made any of the filling stitches.
I have managed to get through almost all the steps on two sides of the square (but the filling stitches).
 
O bordado Schwalm é um projecto do livro Basic Principles of Schwalm Whitework, de Luzine Happel. Comecei a bordá-lo há algum tempo, mas num linho mais grosso.
 
Comecei de novo com o linho certo, graças à Luzine. E, tenho que dizer, o trabalho é muito mais rápido agora.
 
Nas últimas semanas tenho bordado pouco, porque ando com outros projectos. Decidi que os pontos de fundo seriam feitos no fim. Tenho que praticar antes de os começar a fazer no trabalho definitivo, uma vez que nunca fiz nenhum ponto de fundo.
 
Consegui terminar todos os passos de dois lados do quadrado (menos os pontos de fundo).
 
 
I’ve only used the hoop to satin stitching the leaves. The coral stitches, buttonhole scallops and chain stitches were made in hand! This is awful to say for most of the embroiderers but it’s the truth – I can’t manage the hoop when embroidering those stitches.
On the other hand I think important the hoop for satin and long and short stitches. Here the hoop makes the difference.
BUT despite the hoop I have to practice satin stitch a lot , poor me!
(look at those leaves and try to imagine how they were without hoop)
 
Só usei bastidor para o ponto cheio das folhas. Os pontos coral, recorte e cadeia foram feitos sem bastidor! Isto é terrível de se dizer para a maior parte das bordadeiras, mas é a verdade – não consigo lidar com o bastidor e bordar aqueles pontos.
Por outro lado acho o bastidor indispensável para bordar a cheio ou matiz. Aqui o bastidor faz diferença.
 
MAS, apesar do bastidor, tenho que praticar muito o ponto cheio, coitada de mim!
(olhem para aquela folhas e façam ideia como seriam sem bastidor)
 
And now I’m leaving to the country. Sunday we’ll have our youngest grandaughter’s birthday party.
Have a great weekend!
 
E agora estou de partida para o campo. Domingo festejaremos os anos da neta mais nova.
Tenham um bom fim de semana!
 
(Sorry for the poor quality of the images…)
(desculpem a fraca qualidade das fotografias…)
 

 

I’m back (again)… De volta (outra vez)…

Estas ausências já começam a ser um hábito. Mas só vos digo que é uma maravilha chegar a casa e ter um envelope do correio cheio de coisas bonitas!
 
These absences are becoming a routine. But I can tell you it’s wonderful to arrive home and have a package full of beautiful things waiting for you!

 

A encomenda veio da Mary, fez todo o caminho dos EU! Fico confundida com toda esta generosidade.
 
The package arrived from Mary, all the way from USA! I’m overwhelmed by your kindness.

 

 
 
Como já aqui disse, mais que uma vez, a Mary tem um blogue fantástico para quem se entusiasma por bordados. Lá aprende-se tanto, mas tanto, que não dá para enumerar tudo. Desde videos de pontos (mesmo para quem não percebe bem inglês) até à História de vários tipos de bordado, passando pela disponibilização de variadissimos motivos para bordar, análise crítica de livros que têm a ver com agulhas e linhas, onde comprar melhor on-line, truques, conselhos, etc., etc.. O melhor é verem o índice.
E quase todos os meses faz um sorteio fantástico!
As I’ve told you before, more than once, Mary has a wonderful blog for those who loves embroidery. There we learn so much, really so much, it’s impossible to list everything. You can find there all about needles and threads, since stitch videos to the History of several embroideries, many different patterns for embroidering, book reviews, where to buy better on-line, tips and tricks, advices, etc., etc.. Better taking a look at the index.
And almost each month she has a great giveaway!
 
 
Que fiz eu para merecer tudo isto? De facto, nada!
Limitei-me a enviar à Mary uma pequena revista sobre o Bordado de Castelo Branco e juntei umas poucas de sedas de Castelo Branco. Queria simplesmente agradecer-lhe tudo o que tinha aprendido no seu blogue e todas as palavras de confiança e conselhos que está sempre pronta a escrever-me.
Esta é uma Amizade muito especial. A milhas de distância!
 
MUITO OBRIGADA, Mary! És uma maravilha. A Vida é melhor com pessoas assim.
 
What did I do to deserve such beautiful things? In fact I don’t deserve it.
I’ve just sent Mary a little package with a little magazine about Castelo Branco embroidery, few silks from Castelo Branco just in return to all I’ve learnt in her blog and all the supportive words and advises she is always ready to write to me.
This is a very special Friendship. From miles away!
THANK YOU, Mary! You are a wonderful person. Life is better with people like you.
 
 
 Agora tenho que pensar, muito bem, o uso que vou dar a tudo isto. O que vou experimentar primeiro vai ser o bastidor feito na Alemanha, os preferidos da Mary.
Now I have to think very well what I’ll do with all these wonderful things. First of all I’ll put in use the German hoop, the Mary’s favorite ones.

Thank you, Mary! again and again.

Schwalm Whitework III (update)

  

Como previ, tive dificuldades com os pontos de fundo por causa do tipo de linho que estava a usar.
A simpática Luzine Heppel (autora do livro Basic Principles of Schwalm Whitework *) leu o que escrevi e enviou-me um e-mail aconselhando-me trocas na escolha dos pontos de fundo, ajustando-as ao linho.

Conselhos preciosos!!!

As expected I found troubles with filling stitches because the linen I was using.

Luzine Heppel (who wrote Basic Principles of Schwalm Whitework * ) read my post and gently sent me an e-mail advising some changes in the pattern options of filling stitches.
 
Precious advises!!!

* Luzine Happel has several books (step-by-step) in German, English and French. All of them are precious. You can get them sending Luzine an e-mail: leuchtbergverlag@aol.com
She has payment by PayPal too and give you all the information.

* Luzine Happel tem vários livros (passo a passo) em alemão, inglês e francês. Todos eles são preciosos. Podem consegui-los enviando-lhe um e-mail: leuchtbergverlag@aol.com Luzine também tem pagamento PayPal e dá-vos toda a informação necessária.

  

 (não vieram a tempo da flor mais pequena, como se vê na imagem…mas, de certeza, vão ser muito úteis logo que consiga “remendar” esta confusão)

(they didn’t come in time to save the little flower, as seen in the picture…but surely they will very usefull assoon as I succeed “patching” this mess)

Adivinhem, agora, o que recebi uns três dias depois do e-mail da Luzine!

Nada mais nada menos que uma encomenda com o linho, já com o risco, tal e qual é aconselhado no livro! E todas as linhas necessárias para o bordar!!!

Estou mesmo com sorte! Luzine é mais uma amizade preciosa!

Não sei mesmo como retribuir tanta atenção e simpatia.

Now, guess what I found in my mailbox three days later!

Nothing else but a package with linen with the printed design on the fabric (now I’ve some advantage,haven’t I Mary?), as recommended in Luzine’s book! And all the threads for the embroidery!!!

I’m very lucky really! Luzine is a precious friendship. She is a gem!

Don’t know how can I return such attention and affection.

Claro que não resisti e comecei logo a bordar neste linho. É totalmente diferente, achei muito mais fácil e progredi muito mais rapidamente.

Of course I couldn’t resist and start embroidering this linen. It’s absolutly different and found out much easier. I’ve made progress much faster.

 

 Por várias razões tive que interromper este trabalho, mas estou pronta a continuá-lo.

For several reasons I had to stop this work but now I’m ready to go on with it.

Também estou preparada para seguir um dos conselhos importantes do livro: fazer pequenas amostras dos pontos. No meu caso, especialmente dos pontos de fundo. E já tenho linho preparado para isso.
I’m also ready to follow one important advise in her book: to make little stitch samplers, in my case particularly the filling stitches. And I’ve already linen to do that.

Thank you so much, Luzine!

Schwalm Whitework (II)

Mary Corbet was absolutely correct when had referred to this book as the definitive guide to learning Schwalm embroidery. I’ve written about Luzine Happel’s book a while ago.
It is really so easy to follow the step-by-step instructions, even for a beginner like me!
I have to confess that what attracted me was to see all the filling patterns the book has. Here in Portugal we have lots of embroideries with those filling patterns but I’ve never found a book or even a magazine that really teaches how to do.

Mary Corbet estava completamente certa quando referiu este livro como o guia definitivo para aprender o bordado Schwalm. Há algum tempo escrevi sobre o livro da Luzine Happel.
É realmente fácil seguir as instruções passo a passo, mesmo para uma principiante como eu!.
Confesso que o que me atraiu foi a quantidade de padrões de pontos de fundo e de crivos que o livro tem. Nós, aqui em Portugal, temos imensos imensos bordados com estes pontos, mas nunca encontrei um livro ou revista que ensine como fazê-los.
 

I’ve made some progress in my sampler. I’m not embroidering the complete pattern and not using the suitable linen.

Fiz algum progresso no bordado, que não estou a fazer completo e não no linho apropriado.

I’m not quite happy with my leaves.
 
Não estou muito satisfeita com as folhas.
Now I’m going to begin the filling patterns. And here I’m sure I’ll have to support the consequences of not using the correct linen. It’s missing three lines of withdrawn threads…
 
Vou começar agora um tipo de crivo. Tenho a certeza que agora terei de aguentar as consequências de não usar o tipo de linho indicado. Estão a faltar três linhas de fios tirados…

Schwalm Whitework

Há algum tempo a Mary Corbet, sempre ela!, mostrou-nos um livro intitulado Basic Principles of Schwalm Whitework de Luzine Happel. E fê-lo de tal forma que fiquei muito interessada. Vale mesmo a pena ler este post da Mary. Fiquei a saber que o livro é o passo a passo deste tipo de bordado. Joey Colbert, que escreveu uma introdução desta versão inglesa (a versão original é em alemão), tem um comentário no post com o endereço electrónico da Luzine Happel.
Não perdi tempo e encomendei o livro, que rapidamente me chegou às mãos.
Luzine é uma muito simpática. Trocámos algumas mensagens acerca de bordados, éclaro!
O livro é tão fascinante que não resisti, mesmo sem ter o linho adequado, e comecei um lado do desenho
 
Some time ago Mary Corbet, she always!, showed the book Basic Principles of Schwalm Whitework de Luzine Happel. And she did it in such a way that I was very interested. Mary’s post is worth to read. It’s really an illustrated guide with step-by-step instructions. Joey Colbert, who wrote the introdution of this English version of the book (the original version is in German), has a comment with Luzine’s e-mail.
I ordered the book and quickly I had the book in my hands.
Luzine is very very nice. We’ve changed some messages about embroidery of course!
The book is so fascinating that I couldn’t resist and even without the proper linen I began one side of the pattern.

Two days ago Mary Corbert wrote about her project in Schwalwork she has already begun too. Now it’s my turn to show what I’ve already done.
 
Há dois dias Mary Corbet escreveu acerca deste seu projecto em Schwalmwork que também já começou.
Agora é a minha vez de mostrar o que já fiz.

Tenho que aperfeiçoar estas gavinhas.
 
I have to be more perfect in these tendrils.
Fiz a transferência do desenho com o iron-on pencil, mas o desenho desaparece em alguns pontos. À Mary sucedeu o mesmo, embora tenha usado watercolor pencil. Já trocámos mensagens sobre isso e também sobre o não uso do bastidor.
I’ve made the transfer of the design with iron-on pencil, but the pattern tend to disapear due to the touching the fabric. It has happened the same to Mary, though she had used watercolor pencil. We have changed some messages about this and about not using the hoop too.

Resources / Recursos

Já escrevi aqui que, muitas vezes, não sei o nome dos pontos de bordar, em português. O que é uma vergonha! Não fui uma menina prendada que aprendeu a bordar em pequenina. Acordei tarde e aprendi por mim e uma das grandes responsáveis, também aqui referida várias vezes, é a Mary Corbet e os seus videos de pontos de bordar. Um pouco antes de a encontrar já tinha descoberto a Sharon B e o seu Stitch Dictionary in a minute ago. As duas são o meu grande recurso sobre bordados. Claro que há muitas mais fontes online, mas estas são as minhas preferidas.
Fui, por isso, aprendendo o nome dos pontos em inglês, embora tenha ideia, muito vaga, dos nomes portugueses.
Já percebi que conforme a região há pontos que são designados de maneira diferente, como o ponto pé de flor, que também já ouvi designado por ponto haste, corda ou cordão.

Quando andei pela feira do livro e encontrei este livro, fiquei toda contente e resolvi comprá-lo para ver se aprendia alguma coisa dos nomes de bordar, em português.
 
I’ve often written that I don’t know the embroidery stitches by its Portuguese names. Shame on me! I wasn’t a gifted girl who learnt to embroider when was very little… I awaked late and learnt by myself and one of the most responsible persons for that – and several times here referred – is Mary Corbet and her Video Library of Stitches. A little before I found out her I had met Sharon B and her Stitch Dictionary in a minute ago. Both are my great resources for embroidery. Of course there are other resources online but they are I like better. So I was learning the stitches names in English and I vaguely reminded some names in Portuguese.
I already understood that according to different regions the names change.
 
So I was very happy when I found this book translated into Portuguese in the booksellers’ fair.
 
Mas… quando comecei a folheá-lo, mesmo não sendo entendida no assunto, surpreendi-me com a tradução à letra do herringbone stitch para ponto de espinha de arenque;
 
But… when I began reading it I was surprised with (even not being an expert in the matter) the literal translation from herring-bone stitch;
e do seed stitch para ponto semente, quando sempre ouvi chamá-lo ponto areia.

 

 
and from seed stitch (always heard to name it as sand stitch – literal translation to English)

Mas o que mais me fez perder a confiança na tradução deste livro foi ver o blanket stitch (também buttonhole stitch) traduzido para ponto de cobertor! Ainda se fosse para ponto recorte, como já ouvi…
 
But what most make me not to trust this book translation was reading the literal translation from blanket stitch ( we use something like buttonhole stitch, never blanket…)

Fortunately it appears one stitch (i don’t know what is the name in the English version of this book) well translated to our ponto de Arroiolos, used in beautiful and well known tapestries from Arroiolos, worked in a particular wool thread and particular colours.
After all it is to be regretted that more attention wasn’t given to the translation.
Felizmente o nosso ponto de Arroiolos aparece bem traduzido. Penso que é de lamentar não ter sido dada mais atenção à tradução.

Tapete de Arroiolos (ponto pequeno)

Arroiolos tapestry (little stitch)Tapete de Arroiolos (ponto largo) – feito por mim há muitos anos.

Arroiolos tapestry (large stitch) – handmade by me long ago.

Shopping / compras

É claro que enquanto estive em Amsterdam procurei lojas relacionadas com agulhas e linhas… mas não foi fácil.
Não tinha intenção de comprar nada em especial. Eventualmente compraria algo que fosse novo para mim. Queria só mesmo meter o nariz.
 
While I was in Amsterdam I’ve looked for shops related with needles and threads… but it was not easy.
I had no intention to buy anything particular. I should buy something new for me. I just wanted to see.
 
  After all I made a few shopping.
Two books : Making kimonos and japanese clothes by Jenni Dobson. For me an interesting book about something I know nothing at all.
The other book is about a stitch I’ve never heard of : Le point de Beauvais / Beauvais stitch. This stitch has its origin in China and it had been spread through occidental Europe about 18th century. In France also known as Point Pompadour. The book is written in French.
 
Acabei por comprar poucas coisas.
Dois livros:
Making Kimonos and japanese clothes por Jenni Dobson. Um livro interessante sobre algo que não conheço.
O outro livro é acerca de um ponto de que nunca ouvi falar: Le point de Beauvais. Este ponto tem a sua origem na China e espalhou-se pela Europa ocidental no século 18. Em França também é conhecido como Point Pompadour. O livro está escrito em francês.

Basically it is the chain stitch embellished with some variations and made with a crochet needle.
Basicamente é o ponto cadeia enriquecido com algumas variações e feito com uma agulha de crochet.
Não tencionava comprar nenhum tecido, porque penso que por cá se encontram tecidos muito bons e bonitos. Embora goste imenso de muitos dos tecidos assinados que por aí circulam acho-os bastante caros e acabam por se repetir aqui e mais acolá!
Dito isto, acabei por comprar, num mercado de rua, um tecido que procuro cá nas lojas e nunca encontro. O padrão é feito de páginas de jornais e ideal para fazer crafts para homens.
I hadn’t in mind to buy any kind of fabric, because I think we can find very good and pretty fabrics here in Portugal. Although I like very much many of the signed fabrics which
are thereabouts I find them very expensive and they appear again and again.
Said that, at last in a street market I bought a fabric I have been looking for and never found here. It is a newspaper print fabric which is ideal for men crafts.
I couldn’t resist some silks to try them, but Waterlilies were very expensive – hope they are worthwhile!
Não pude resistir a algumas sedas para as experimentar, mas as da marca Waterlilies foram muito caras – espero que valham a pena!

Para acabar: encontrei esta entretela que achei barata, embora ainda não tenha testado a sua qualidade, e um conjunto de agulhas variadas que por cá nem todas as retrosarias têm.

To finish: I found this interling which I believe it was cheap (though I can’t yet say anything about its quality) and a little needle kit with several kinds which we hardly found in our shops.

(whenever I left for shopping I forgot my camara, so I haven’t a single photo from the street markets or shops I visited – shame on me! There was beautiful wools in the shop where I bought the silks…)

(sempre que saí para compras esqueci-me da máquina fotográfica, por isso não tenho uma única foto dos mercados de rua e lojas que visitei – devia ter vergonha! Havia lãs lindas na loja onde comprei as sedas…)