Workshop

Este sábado iniciei o meu primeiro workshop: Bordados de Guimarães. Foi um dia em cheio! A cabeça a encher-se de tanta informação nova que tenho a sensação que não “apanhei” tudo.

Last Saturday I started my first workshop: Guimaraes Embroidery. An excellent and full day! My head filling with so much new information and techniques I’m afraid I’ve lost something.

Fiquei abismada com a quantidade de coisas que pensamos já saber e que realmente não sabemos de todo!
Somos um grupo de 11 alunas desde os 25 anos até… bom não vou dizer, mas até muitos mais… 4 alunas já estão num nível bastante mais elevado (e a fazer maravilhas!) pois é já o terceiro workshop que frequentam. Principiantes somos 7.
A professora Maria do Céu é uma excelente professora, a demonstrar, explicar, encorajar, corrigir e… obrigar a desfazer e repetir! Desdobra-se entre os diferentes níveis e os progressos de cada uma de nós como só uma Mestra sabe fazer.

A manhã foi toda ocupada com o princípio de tudo: aprender a desenhar um risco para fazer um Bordado de Guimarães. A professora Maria do Céu não prescinde desta parte, pois se não entendermos como se faz um risco para o Bordado de Guimarães, não aprenderemos a identificar o verdadeiro Bordado de Guimarães.
Temos que fazer uma maquete, com os elementos tradicionais deste bordado e para isso aprendemos a medir os limites do desenho, a colocar os elementos a ligá-los e depois a repeti-los. E trazemos trabalho para casa desta parte. Mais tarde será esta maquete depois de aumentada que se tornará um risco original, que poderemos bordar.
Ainda de manhã é-nos dada uma folha com padrões e um rectangulo de linho, que virá a sera nossa amostra dos pontos e respectiva aplicação nos vários elementos, ao longo destes quatro sábados de trabalho.
Enquanto trabalhamos vai sendo dada muita informação sobre as características do Bordado de Guimarães, em todos os aspectos e pormenores.

I was amazed by the amount of things we think already know and really do not know at all!
We are a group of 11 students from 2 years old to… well I’ll not saybut so many more… 4 students are already at a much higher level (and do wonders!) because it is the third wokshop they attend. And we are 7  beginners.
Maria do Céu is an excellent teacher demonstrating, explaining, encouraging, correcting and… forcing us to undo and repeat! She takes care of each one between levels and progress of each one of us as only a Master can do.

The whole morning was busy with the principle of all: learning how to draw a sketch for Guimaraes Embroidery. Maria do Céu does not prescind this part, she says if you do not understand how to draw a Guimaraes Embroidery pattern you’ll never know how to recognize a true Guimaraes Embroidery.
We have to make a model with the traditional elements of this embroidery  so we learn how to measure the limits of the design how to place the elements and interlink them then repeat the result. And even working hard we have home work to on this. Later on after being increased this model will be an original pattern we can embroider.
Late in the morning we were given a sheet with patterns and a piece of linen which will be our stitch sampler and their application  in various elements over these four Saturdays of work.
While working much information about the characteristics of Guimaraes Embroidery is being given in all aspects and details.


Da parte da tarde tranferimos o desenho para o linho (como deve ser!) e chega, finalmente, a parte que todas esperavamos: começar a bordar mesmo (e correctamente!) os pontos característicos do Bordado de Guimarães.
MAS antes de começar a bordar temos que alinhavar a bainha à volta do rectangulo. E os cantos têm um preceito, não são feitos de qualquer maneira!

In the afternoon we transferred the pattern to the linen (as it must be done!) and finnally comes the part all of us expected for: begin to embroider (and properly!) the distinctive stitches of Guimaraes Embroidery.
BUT before you start to embroider have to baste the hem around the rectangle. And corners have a rule they are not made anyway!



O trabalho de casa é:
1º – completar a maquete: todo o desenho tem que ser passado a tinta preta.
2º – refazer aquelas duas carreiras de pontos com os fios não rematados…

Home work is:
1º – complete the sketch: all the pattern has to be covered with black ink.
2º – redo those two stitch rows with unbinded threads…

Levei a máquina mas estive tão absorvida que me esqueci dela…
I took my camera with me but I was so absorbed I forgot it…

E, muito importante:  na próxima 2ª feira, 22 de Novembro, às 14,30 na Câmara Municipal de Guimarães vai ter lugar a cerimónia oficial de certificação das primeiras peças do Bordado de Guimarães. O Bordado de Guimarães passa a ser um produto certificado e uma marca reconhecida. Espero poder lá estar. Se estiverem por perto apareçam também!

Very important: next Monday, November 22nd,  2,30 pm, at Guimaraes City Council will take place the oficial accreditation ceremony of the Bordado de Guimaraes first pieces. Guimaraes Embroidery  becomes a registered product and mark.

19 thoughts on “Workshop

  1. Olá
    Então amanhã espero poder estar aí para ir contigo a essa sessão, que deve ser bem interessante. Depois combinamos.
    Mariamana

  2. Ó Meri, estou a roer-me de inveja. Sei que é pecado, mas é a verdade! Talvez um dia também possa fazer um workshop com quem realmente sabe bordar. Fico muito feliz por saber que o bordado de Guimarães tem o devido reconhecimento. É lindo!!!
    Infelizmente vou trabalhar das 8,30 até à noite toda a semana. Temos a Feira do Livro do Colégio e, por isso, trabalho a dobrar, mas, neste caso, com muito gosto. O que eu detesto mesmo são as reuniões e a burocracia.
    Um beijinho grande e boa continuação.

    • Helena, percebo bem essa inveja ;)
      É o terceiro workshop já e para os outros não tive vaga… desta vez inscrevi-me em Agosto rezando a todos os santos para que a vida não me pregasse partidas (não gosto de compromissos a longo prazo por receio de não os poder cumprir…)

  3. Maravilhosa essa experiência. Fico feliz por você. Gostaria muito de ai estar, mas como mora cá para o sul….
    Um grande abraço de Maria Filomena

  4. Oh Meri, I loved being in a classroom learning about embroidery and would happily go back tomorrow to learn some more. I am certain you are going to be so happy doing this class.

  5. Que bom, Meri! Gostaria de fazer o mesmo mas estou um pouco longe:(
    A aula parece mesmo interessante.

  6. Oh,Meri, how I wish I was there!! Love those sketches you’ve made..very pretty.Do keep posting your progress and DO NOT stop it in the middle. ;)

    Love from India,
    Deepa
    P.S Have you finished making your Christmas gifts? and Christmas shopping ? :)

  7. aqui estou eu a roer-me de inveja :-)) Méri não quer ser minha professora à distância ? gostava de fazer uma amostra de pontos, fiz uma enorme quando era miúda :-) mas claro com pontos muito mais simples :-)) mas preciso de alguém que me dê um puxão de orelhas e me dê trabalhos de casa pra não me dispersar com outras coisas :-)))

  8. @Karen, I’m sure you would love very much this kind of embroidery it’s great with lots and lots of bullions

    @Célia, não é tão longe assim… talvez num próximo workshop

    @Deepa, my sketches are not very well but I think is a matter of training as everything…and hope not stop…
    Christmas gifts finished???? Not even begun my dear!

    @Lsantos, não me importava nada, seria difícil dar um puxão de orelhas à distância…mas combinaríamos outro género de chamada de atenção :)
    Se estiver mesmo a falar a sério posso dar-lhe umas dicas, não propriamente como professora pois estou muito longe de ser…

  9. I could cry reading this entry.

    Guimaraes is my hometown….I have ” breathed” embroidery for the past four and a half decades since I left. Not until recently did I connect my upbringing surrounded by these treasures and the profound impact they had on me. I am on an eternal quest to rescue every little piece of cloth that has any type of embroidery on it…my kids call them rags but to me…oh my! They are whispers from the memories in my soul.

    I am getting overly sentimental. Oh how I wish I could attend that workshop!
    I wish I could apologize to my “Labores Manuais” teacher. She would call us up to the platform where she sat at her desk to review our progress. She would always look at the back of the piece. If it wasn’t done to perfection, she would take her scissors and undo the work. As a 14 yr old, I thought this was awful; but that gesture of hers taught me so much more than mere embroidery.

    All this is culminates just how much I miss “home”. My culture, my people, the heartbeat of a life that should have been.

  10. Olá meri.
    Para ser o primeiro workshop, está muito avançada, pois é preciso muita força e gostar do que se faz.
    Parabens pela força, imaginação e pela disponibilidade em colocar aqui os trabalhos, dando algumas explicações.
    Até Sábado.

    “Madalena”

Comments are closed.