Certificação do Bordado de Guimarães

Os Bordados de Guimarães já estão certificados  Guimaraes Embroidery is already cerfified

Foram 5 as peças de bordado tradicional que foram certificadas e bordadas pelas bordadeiras: 
Adélia Mendes Faria, Maria da Conceição Miranda Ferreira, Maria da Conceição Pereira Ribeiro, Maria do Rosário Ribeiro Pereira e Maria Isabel Vales Oliveira

5 pieces of traditional embroidery were certified and embroidered by:
Adélia Mendes Faria, Maria da Conceição Miranda Ferreira, Maria da Conceição Pereira Ribeiro, Maria do Rosário Ribeiro Pereira e Maria Isabel Vales Oliveira

 

Three pieces were also certified in the category “Contemporary Guimaraes Embroidery” embroidered by artisans Conceição Ferreira, Adelia Faria Oliveira and Isabel Oliveira.

A Oficina é a entidade promotora do Bordado de Guimarães, sendo responsável pela publicação do estudo científico “Bordado de Guimarães. Renovar a Tradição”* (2006), que serviu de base ao projecto, seguindo-se a realização do seu Caderno de Especificações**.

Oficina is the promoter entity of Guimaraes Embroidery, being responsible for the publication of the scientific study “Guimaraes Embroidery. A tradition renewed” * (2006), which formed the basis for the project, following the execution of its Notebook of Specifications * *.
*clicar no canto superior direito / Click on the top right
**clicar no canto superior direito / Click on the top right

Algumas fotos do sítio da Adere-Minho     (associação para o desenvolvimento regional do Minho) que  é a Entidade Certificadora.

Adere-Minho is the Certifier Entity.

Duas características do Bordado de Guimarães que saltam aos olhos:
– a profusão do ponto canutilho
– e ser bordado a uma só cor de cada vez, entre as 6 tradicionais: vermelho (321), azul (796), preto, branco, cinza (415) e bege (644). A linha utilizada é Perlé 8 DMC.
Além do ponto canutilho, o Bordado de Guimarães utiliza outros 20 pontos. 

Two main distinctive things of Guimaraes Embroidery:
– the profusion of bullion knots
– and being embroidered with only a color each time, among the 6 traditional colors: red (321), blue (796), black, white, gray (415) and beige (644). The thread is Perlé 8 DMC.
Beyond bullion knot other 20 stitches are used in Guimaraes Embroidery.

break (a kind of) / pausa (espécie de)

Estive mais de uma semana fora de casa e, por isso, um pouco mais afastada das agulhas e linhas e também do computador. Agora tenho que recuperar …
Mas não foi um dolce fare niente!

I was more than a week afield so a little bit off from needles and threads and from computer as well. Now it’s time to resume…
But it wasn’t a dolce fare niente time!

marmelo / quince : 23,600 kg

para a geleia é preciso alguma paciência… foram coados 10 litros e meio
for making jam some patience is needed… 10 liter and a half have been filtered

No primeiro domingo do Advento, acendeu-se uma vela e comeram-se papas de sarrabulho, ou não estivessemos nós em Braga!
On first Sunday of Advent the traditional candle was lighted and we eat papas de sarrabulho, a traditional meal in Braga!

E no fim da refeição cantaram-se os parabéns ao avô R.
And after the meal we sang Happy Birthday to grand father R.


No sábado passado foi o segundo sábado de workshop dos Bordados de Guimarães. Amanhã ou depois dou notícias.
Last Saturday was the second Saturday workshop of Guimaraes Embroidery. Soon I’ll give you news.

Workshop

Este sábado iniciei o meu primeiro workshop: Bordados de Guimarães. Foi um dia em cheio! A cabeça a encher-se de tanta informação nova que tenho a sensação que não “apanhei” tudo.

Last Saturday I started my first workshop: Guimaraes Embroidery. An excellent and full day! My head filling with so much new information and techniques I’m afraid I’ve lost something.

Fiquei abismada com a quantidade de coisas que pensamos já saber e que realmente não sabemos de todo!
Somos um grupo de 11 alunas desde os 25 anos até… bom não vou dizer, mas até muitos mais… 4 alunas já estão num nível bastante mais elevado (e a fazer maravilhas!) pois é já o terceiro workshop que frequentam. Principiantes somos 7.
A professora Maria do Céu é uma excelente professora, a demonstrar, explicar, encorajar, corrigir e… obrigar a desfazer e repetir! Desdobra-se entre os diferentes níveis e os progressos de cada uma de nós como só uma Mestra sabe fazer.

A manhã foi toda ocupada com o princípio de tudo: aprender a desenhar um risco para fazer um Bordado de Guimarães. A professora Maria do Céu não prescinde desta parte, pois se não entendermos como se faz um risco para o Bordado de Guimarães, não aprenderemos a identificar o verdadeiro Bordado de Guimarães.
Temos que fazer uma maquete, com os elementos tradicionais deste bordado e para isso aprendemos a medir os limites do desenho, a colocar os elementos a ligá-los e depois a repeti-los. E trazemos trabalho para casa desta parte. Mais tarde será esta maquete depois de aumentada que se tornará um risco original, que poderemos bordar.
Ainda de manhã é-nos dada uma folha com padrões e um rectangulo de linho, que virá a sera nossa amostra dos pontos e respectiva aplicação nos vários elementos, ao longo destes quatro sábados de trabalho.
Enquanto trabalhamos vai sendo dada muita informação sobre as características do Bordado de Guimarães, em todos os aspectos e pormenores.

I was amazed by the amount of things we think already know and really do not know at all!
We are a group of 11 students from 2 years old to… well I’ll not saybut so many more… 4 students are already at a much higher level (and do wonders!) because it is the third wokshop they attend. And we are 7  beginners.
Maria do Céu is an excellent teacher demonstrating, explaining, encouraging, correcting and… forcing us to undo and repeat! She takes care of each one between levels and progress of each one of us as only a Master can do.

The whole morning was busy with the principle of all: learning how to draw a sketch for Guimaraes Embroidery. Maria do Céu does not prescind this part, she says if you do not understand how to draw a Guimaraes Embroidery pattern you’ll never know how to recognize a true Guimaraes Embroidery.
We have to make a model with the traditional elements of this embroidery  so we learn how to measure the limits of the design how to place the elements and interlink them then repeat the result. And even working hard we have home work to on this. Later on after being increased this model will be an original pattern we can embroider.
Late in the morning we were given a sheet with patterns and a piece of linen which will be our stitch sampler and their application  in various elements over these four Saturdays of work.
While working much information about the characteristics of Guimaraes Embroidery is being given in all aspects and details.


Da parte da tarde tranferimos o desenho para o linho (como deve ser!) e chega, finalmente, a parte que todas esperavamos: começar a bordar mesmo (e correctamente!) os pontos característicos do Bordado de Guimarães.
MAS antes de começar a bordar temos que alinhavar a bainha à volta do rectangulo. E os cantos têm um preceito, não são feitos de qualquer maneira!

In the afternoon we transferred the pattern to the linen (as it must be done!) and finnally comes the part all of us expected for: begin to embroider (and properly!) the distinctive stitches of Guimaraes Embroidery.
BUT before you start to embroider have to baste the hem around the rectangle. And corners have a rule they are not made anyway!



O trabalho de casa é:
1º – completar a maquete: todo o desenho tem que ser passado a tinta preta.
2º – refazer aquelas duas carreiras de pontos com os fios não rematados…

Home work is:
1º – complete the sketch: all the pattern has to be covered with black ink.
2º – redo those two stitch rows with unbinded threads…

Levei a máquina mas estive tão absorvida que me esqueci dela…
I took my camera with me but I was so absorbed I forgot it…

E, muito importante:  na próxima 2ª feira, 22 de Novembro, às 14,30 na Câmara Municipal de Guimarães vai ter lugar a cerimónia oficial de certificação das primeiras peças do Bordado de Guimarães. O Bordado de Guimarães passa a ser um produto certificado e uma marca reconhecida. Espero poder lá estar. Se estiverem por perto apareçam também!

Very important: next Monday, November 22nd,  2,30 pm, at Guimaraes City Council will take place the oficial accreditation ceremony of the Bordado de Guimaraes first pieces. Guimaraes Embroidery  becomes a registered product and mark.

Biscornus


Nunca tinha feito nenhum e, provavelmente, não farei mais. Não gosto muito de fazer ponto de cruz. Estes têm alfazema dentro.

It was the first time I tried to make biscornus. Most probably the last time too. I don’t like to make cross stitch. These ones have lavender inside .

o que gostava de ter / wish list

Não sei fazer aquela coluna, com coisas que gostavamos de ter (com as ligações aos sítios onde se vendem e tudo), muito arrumadinha, que se vê na barra do lado de muitos blogues.
Por isso faço esta entrada. Se for crescendo demasiado transformo-a numa página ;)

I don’t know how to do that wish list (with links to the sites where are sold) very pretty and clean we see in sidebars of so many blogs.
So i do this post.  If it would become too long I’ll change it into a page ;)

É no que dá ler o Italian Needlework  da Jeanine in Canadá.

It’s the result of reading  Italian Needlework  by Jeanine in Canada.

Alguém me sabe dizer se este bastidor resulta? E onde se vende por cá? ou pelo menos na Europa?

Is there who knows if this hoop works? And where to buy it in Europe?

por hoje é tudo

enough for today

Amsterdam

 

This slideshow requires JavaScript.

Em Amsterdam não deixem de visitar o Tassen Museum Hendrikje / Museum of bags and purses. É uma colecção de mais de 4.000 bolsas e carteiras desde a Idade Média até aos nossos dias.
Encontram-se bolsas, malas, sacos e carteiras com as mais variadas formas e para  os mais diversos fins. Feitas com todo o tipo de materiais: tecido, palha, madeira, diversas peles, plástico, penas, jóias e sei lá que mais. Tudo isto numa casa maravilhosamente recuperada. 
Foi a segunda vez que lá fui, desta vez sozinha ;) mas não se podia tirar fotos (embora tivesse visto muita gente a fotografar com o telemóvel…) por isso fotografei os folhetos que trouxe e o livro que comprei. O andar superior, por onde se deve começar, é o que mostra as bolsas e bolsinhas mais antigas e magníficas. Há uma colecção enorme de bolsas bordadas a seda, ouro, fita, missangas que são um verdadeiro espanto. Nem os folhetos nem o livro mostram as que mais me espantaram pela delicadeza. Para a próxima vez não sei se não levarei a máquina…
Absolutamente a não perder!

At Amsterdam don’t miss a visit to the Tassen Park Hendrikje / Museum of bags and purses. It is a collection of more than 4,000 bags, pouches and wallets since the Middle Age until our days. There you can find bags, handbags, suitcases, pouches with a wide variety of  forms and  different purposes. Made with all type of materials and embellishments: tissue, straw, wood, various fur, plastic, feathers, jewelry and whatever else. All this in a beautiful restored house.
It was the second time I went there, this time alone ;) but could not use the camera (although had seen some people photographing with mobile phone…) therefore I’ve made pictures from the leaflets I got and the book I bought. The upper deck, where we must start the visit, shows the oldest and most magnificent bags. There is a great colection of embroidered bags with silk, gold, ribbon, beads – it is a real astonishment. Neither the leaflets nor the book show the bags and purses I most appreciate by delicacy. Next time I don’t know if I will take my camera or not…
Absolutely not to be missed!