knotted stitches / pontos de nós

Toda a gente sabe já que sou uma amadora. É por isso que faço uma grande confusão com pontos de bordar que me parecem semelhantes. Já há algum tempo que pensava fazer pequenas amostras com os pontos semelhantes (para mim) para treinar as diferenças.
Como gosto muito de pontos de, ou com, nós comecei por estes. Tanto mais que a Jeanine in Canada mostrou, há poucos dias, um ponto italiano que eu não conhecia.
A amostra não está muito perfeita… para arranjar uma desculpa, posso dizer que me decidi a fazer a amostra no último fim de semana, em que estava à espera da grande notícia! Tinha que manter as mãos ocupadas, mas não em nada de muito importante… nem sequer o tecido é o tradicional linho português, que uso sempre, mas era o que tinha à mão.

Everybody knows I’m a dabbler. So I always do a great mess with embroidery stitches which are similar (to me). A while ago I found it could be useful to do little samplers with those stitches.
Since Jeanine in Canada showed a new Italian stitch I was thinking of doing a knotted stitch sampler. And I just love knotted stitches.
The sampler is not perfect… and to find an excuse I can say I began the sampler last weekend while waiting for the big new! I had to keep may hands busy with something light… I didn’t even used the traditional Portuguese linen I always use but it was what I had at hand.

   

1 – Palestrina stitch; 2 – Reversed Palestrina stitch; 3 – Portuguese knotted stem stitch; 4 – Ponto grilhão antigo; 5 – Punto ricciolino (Jeanine version);
6 – Punto ricciolino – correction
; 7 – Basque knot; 8 – Coral stitch

 

No Ponto Palestrina não tenho dificuldade. Por cá é considerado por muitos, o nosso Ponto grilhão.

I have no troubles with Palestrina stitch. Here it is known as Ponto grilhão.

 

No Reversed Palestrina stitch também não tive dificuldade. Não sei qual o nome equivalente em português. Trabalha-se da direita para a esquerda, ao contrário do ponto anterior.

Reversed Palestrina stitch is worked from right to left, unlike Palestrina stitch. 

 

Trabalhei o Portuguese knotted stem stitch de duas formas, na mesma linha: primeiro fazendo pontos curtos e depois alongando-os. Gosto mais dos alongados. Não conheço o nome português deste ponto nem o vejo nos nossos bordados tradicionais, o que acho espantoso pela denominação que tem, e não só em inglês. Alguém tem mais informação?

I’ve worked the Portuguese knotted stem stitch in two ways:  first short stitches, then longer. I like them longer. It was a great surprise to me the name of this stitch and not only in English – I don’t know its Portuguese name! I don’t see this stitch in our traditional embroidery.  Have you any information? 

 

O Ponto grilhão antigo é o meu preferido  e este é bem português! :)
Pode (até diria deve) ser feito com os nós mais juntos,  pois acho que fica mais bonito.

Ponto grilhão antigo  is my favorite and this is Portuguese at all! :)
It can (I would say must)  be made with closer knots, it is much prettier.

 

O Punto Ricciolino, Jeanine version é difícil de fazer, se bem percebi as instruções. Embora a Jeanine viesse a corrigir essas intruções, gostei tanto do resultado desse engano que quis tentar. Mas não ficou tão bonito :(

Punto Ricciolino Jeanine version is hard to do, if I’ve well understood the directions. Some days later Jeanine corrected the directions but I liked so much the mistake result I wanted to try it. But it is not so pretty as hers :(

 

Punto ricciolino correcto é mais simples, mas se o quiser repetir tenho que ir ver outra vez as instruções. A Jeanine fá-lo muito bem! Eu fiz as duas variações que em quase todos estes pontos se pode fazer: pontos curtos e pontos mais longos, espaçando mais os nós.

Punto ricciolino correct is easier, but I’ll have to go for the directions if  I want to do it again. Jeanine does it so well! I did the two ways we can do in almost all these stitches: short stitches and longer ones, spacing the knots.

 

Fiz o Basque knot de três maneiras: ponto base curto e nós juntos, alonguei o ponto base e separei os nós e,  por fim, mantive o ponto base longo e juntei os nós. É extraordinário como um mesmo ponto pode resultar tão diverso. Tal como os anteriores, não sei o nome português deste ponto.

I did Basque knot in three ways: short base stitches and knots not spaced, then I lengthened the base stitch and spaced the knots and at last I kept the long base stitch but not spaced knots. It’s remarkable how the very same stitch can result so different.

 

Por último o Ponto coral (tradução à letra). Não tem qualquer dificuldade, com os nós juntos ou separados. É trabalhado da direita para a esquerda como o reversed palestrina stitch.
Sempre que faço, falo ou vejo o ponto coral lembro-me da querida Luzine e do Schwalm Whitework, que nunca mais acabo!

At last the Coral stitch. It’s a beautiful and easy stitch with separated knots or not. It’s worked from right to left as reversed palestrina stitch.
Whenever I do, talk or see Coral stitch I remember dear Luzine and Schwalm Whitework  nevermore finished!

 

Tirar fotografias, arranjá-las e escrever este artigo demorou muuuuuito mais que fazer a amostra! Mas ficam todos juntos para consultar sempre que precisar.
Não devo vir aqui tão cedo: vou ver a neta mais pequenina :) :) :) 
Tenham um bom fim de semana.

Make the pictures, edit them and write this post took muuuuuuuch more time than do the sampler! But the knotted stitches are now together to recall whenever needed.
Don’t know when I’ll come back here: I’m going to see the youngest grand daughter :) :) :)
Have a great weekend.

acabado / finished

Folheei muitas revistas, Rakam e Marie Claire idées, para escolher um desenho para o pano de mesa vermelho. Queria um desenho simples e que eu fosse capaz de bordar. Separei umas quatro revistas e a filha escolheu um motivo de uma Marie Claire idées de Dezembro de 2009. O desenho é para ser pintado, não bordado. Aumentei muito ao tamanho e aproveitei o movimento dos ramos, acrescentando mais uns ramos e eliminando os traços em cima das bolinhas.

I’ve seen lots of magazines, Rakam and Marie Claire idées, to choose a design for the red table runner. I wanted a simple design easy to do for me. From four magazines my daughter chose a design from Marie Claire idées, December 2009. The directions are to paint the design on fabric not to embroider.
I’ve enlarged a lot the design and I’ve taken the branch movements, adding new branches and cutting off the lines over the little bubbles.

No centro não bordei nada. Para já. Quando for efectivamente usado ver-se-á se necessita de algum pequenino ramo no centro. O tamanho parece ter ficado como se pretendia. 

For now I’ve embroidered nothing in the middle. We’ll see if there is need to embroider any little branch in the center. The lenght seems to be as wanted.

novo projecto / new project


Enquanto não há novidades estou a fazer um pano vermelho para mesa, muito comprido. Em cima de uma toalha branca, numa mesa comprida, faz a decoração para um dia de festa.
Gosto muito desta cor de linho. Resolvi usar uma linha de seda indiana, que há algum tempo a Deepa me enviou. Esta linha tem um brilho magnífico! Parece um bordado a prata.
While there is no news I’m doing a long red table runner. On a white long table-towel it does the decoration for a festive day.
I like very much this linen colour. I decided to use a silk indian thread Deepa sent me a while ago. This thread has a magnificent brightness! It seems a silver embroidery.

Não tenho a certeza se esta linha está indicada para bordar à mão ou só à máquina. Não é fácil usá-la para bordar à mão… desliza tanto que a agulha está sempre a ter que ser enfiada e facilmente desfaz o torcido.

 I’m not sure if this thread is for hand embroidery or only for machine embroidery. It’s not easy to embroider with it by hand… it slides so much that needle is always unthreading and easily the thread becomes untwisted.

Mas gosto tanto do efeito deste fio que fui teimosa. Com insistência fui adquirindo maneira de os precalços diminuirem:

–  mudei de agulha três vezes, até encontrar uma bem fina  e que não se desenfia tantas vezes…
–  usar pequenos comprimentos de linha, o que significa que tem que se estar sempre a rematar, no início e no fim…

–  alonguei o tamanho dos remates (2cm ou mais) porque pensei que se o fio desliza tanto a trabalhar também pode deslizar dos remates…nestes 2 cm procuro sempre “picar” um fio de linho aqui e ali para segurar melhor o fio…
–  faço intervalos nas secções de trabalho, para não me enervar tanto com os deslizes da linha e com os meus…
– as bolinhas do desenho são muito, muito pequenas e o ponto pé de flor tem que ser mesmo muito pequeno; mesmo assim algumas não estão muito bem…
– por isso estou a fazer experiências para encher as mais defeituosas…  ;)

e muito obrigada Deepa, por esta seda tão bonita! estou a gostar tanto do resultado e só tenho pena que as imagens não mostrem o verdadeiro efeito.

But I do like so much this thread effect I was persistent. With stubborness I have been getting some ways to reduce the accidents:

– I’ve changed the needle three times till I found a fine one which doesn’t unthread so many times… 
– use very short lenghts of thread, which means more times to secure the thread at the start and end of a short embroidered line…
– I’ve fasten the thread for a longer space at the beginning and end (2cm or more) I thought if the thread slides so much it could slide in the wrong side as well… into these 2 cm I always “prick” a linen thread here and there to secure better…
– I often take a break  to not stress myself either with the thread slides or with mine…
– the little dots are very very little so stem stitch must be very short; but even so some of them are not well…
– therefore I’m doing some trials to fill the bad ones… ;)

 and thank you Deepa for such beautiful thread! I’m liking so much the result and I’m so sorry the pictures don’t show the real effect.

Stella…stellina

Há uns anos a Mariamana comprou uma revista italiana de bordados para bebés. Dessa revista bordou alguns motivos, em ponto de cruz, para o seu primeiro neto.
Quando a minha primeira neta estava para nascer pedi-lhe a revista e também bordei alguma coisa.
Essa revista trazia uma colcha, bordada a ponto de cruz, que tinha a letra de uma canção de embalar italiana, com uns bonequinhos bordados a ilustrar a canção. Lembro-me de comentarmos: que pena não ser em português…
Quando tive a bela notícia de que ia ser avó de uma menina luso-italiana, lembrei-me logo dessa colcha. Seria uma forma de homenagear a querida mamã ao mesmo tempo que fazia uma peça para a primeira criança do meu filho.
Fiz uma fotocópia a preto e branco da revista, mas não havia qualquer explicação dos desenhos. Também não me apetecia muito bordar a ponto de cruz …
Na internet consegui a letra e música da Stella…stellina, e em Word experimentei vários tipos e tamanhos de letras. Adoptei o tipo de letra Bradley Hand ITC, tamanho 72, imprimi, cortei as palavras, numerei.
Arranjei o linho, calculei espaços e tracei linhas para bordar a letra da canção. Estendi o linho no chão e fui colocando os pedaços de papel (numerados) com a letra e imaginando espaços para bordar bonecos relacionados com a letra.

Some years ago Mariamana has bought an embroidery Italian magazine for babies. She has embroidered some designs for her first grand son.
When my first grand daughter was to be born I embroidered some things too.
This magazine had a bedcover, embroidered in cross stitch. The design was the letter of an Italian dandle song, with some embroidery illustrating the song. I remember both of us commented:
what a pity not being in Portuguese…
As soon as I had the pretty new I would be grandmother of luso-italian girl at once I remind that bedcover. It would be a sweet tribute to the dear mom. At the same time I would make something for my son’s first child.
I’ve made a bad black and white copy of the magazine, but there wasn’t any instruction. In fact I’m not fond of cross stitch …
Through internet I found Stella…stellina song and letter and using Word I tried several characters and sizes. I chose Bradley Hand ITC size 72, printed the text, cut each word and numbered them.
I set in order the linen, measured spaces and traced lines to embroider the song letter. I put the linen on the floor and began placing the letter papers (with numbers) planning spaces to embroider something else related to the letter.

As linhas são DMC algodão 6 fios. Escolhi dois grupos de tons: da cor de vinho ao amarelo claro e os azuis que sobraram das lições de ponto matiz da Mary Corbet. Escolhi a cor de vinho para as letras e utilizei dois fios para as bordar, em ponto pé de flor.
Depois de algumas letras bordadas bordei as estrelas, a chama e um céu estrelado. Confesso que não gostei da chama.

I used 6 stranded DMC cotton. I chose two bunches of shading: from dark burgundy to light yellow and the blues, remains from Mary Corbet’s Long and Short Stitch Lessons. I used two strands of dark burgundy to the letters in stem stitch.
Some letters done I wanted to see if the stars, the flame and a starred sky worked among the letters. I have to say I don’t like the flame.

Juntei mais dois tons de amarelo e o preto.  I added two more yellow shadings and black.

E foi quando a minha neta mais velha veio passar 4 dias connosco me surgiu a ideia de que fosse ela a desenhar os animais. Ficou entusiasmadíssima e quis logo começar.
Os primeiros desenhos eram muito pequeninos. Resolvemos que eu marcava uns tracinhos com o espaço que ela deveria ocupar.
Pouco tive que retocar, como podem verificar. Só mesmo as penas da galinha foram aumentadas um pouco. Até a lua, que ela quis no céu, desenhou.
O estábulo e o moinho são desenhos meus. O arame farpado foi inspiração de momento para ocupar um espaço demasiado vazio. Não queria bordar muitas flores, ervas ou coisas muito pequenas.
Quando me preparava para desfazer a chama, não me deixou – ADORA a chama!

Enquanto desenhava disse-me: como é uma canção de embalar podias bordar umas notas de música… :)

Then my eldest granddaughter came for 4 days with us. I asked her if she could help me with the designs of animals. She was so delighted and happy! She began drawing at once.
First drawings were too little. Together we decided I would draw some lines so she would control the design size. As you can see I had to retouch little. Only the feathers of the chicken… even the moon she wanted in the sky she drew.
The barn and wind mill are my designs. The barbwire was an in time inspiration to occupy an empty space. I didn’t want to embroider small things like flowers or grass.
When I was ready to undo the flame she didn’t let me – she LOVES it!

While she was drawing she said: as it is a dandle song you can embroider some musical notes… :)

 

Neste último desenho podem ver o tamanho da nuvem e dos pintaínhos; no primeiro desenho uns pintainhos um pouco maiores… :)

On last draw you can see the size of the cloud and chickens: on first draw the chickens are a little bit bigger… :)

 

Depois do bordado completo apliquei uma entretela muito fina, daquelas que se fixam com o ferro – foi má ideia. Ou antes, a ideia era tornar o bordado menos frágil mas não devo ter usado o material adequado. (com as manipulações subsequentes a entretela descolou e depois foi um sarilho para passar a ferro!) 
Resolvi, em vez da simples colcha, fazer uma capa para edredom. Não sei muito de costura, mas acabei por conseguir. Era para ser fechado com uns botões de madeira, mas tive receio das casas que teria de fazer e usei o velcro ;)
E, para terminar, a querida Helena traduziu para italiano o que eu queria  bordar na etiqueta :)

Once the embroidery was finished I ironed-on a very light interfacing – it was a bad idea. Better said, the idea was to protect the embroidery but maybe I didn’t used the proper material. (the interfacing unstuk with the following handling and it was hard to iron on the finished work!) 
Instead of doing a single bedcover I made a cover (bag?) for a blanket. I know nothing about sewing but I made it. My intention was  using wood buttons to close the cover but I was afraid of the buttonholes… so i’ve used velcro ;)
And to finish, dear Helena translated into Italian what I wanted to embroider on the label :)

Ricamato a mano della nonna Méri
sui disegni della cugina Inês

À última hora ainda fui comprar tecido de edredom. Foi no Mundo dos Tecidos – compra-se a peso, pois são retalhos com defeito. Comprei também fita para debruar, mas optei por debruar com o tecido da capa.

E agora vai a caminho da Holanda e esta entrada só será publicada quando a encomenda estiver na sua nova casa :)

At the last minute I went out to buy fabric for a blanket. At Mundo dos Tecidos we can buy it by weight. They have pieces with imperfections. I still bought a bias binding but chose to use the cover fabric.

And now it is in its way to Netherlands and this post will be published when the package will be at its new home :)

Who knows? / Alguém sabe?

Alguém sabe explicar-me qual é o truque para se fazer uma bainha aberta sem que nos cantos sobre sempre pano???

Who knows the trick of doing drawn thread whithout having too much fabric at the corners???

Like this

Eu cá, faço batota ;) mas deve haver uma forma mais “limpa” de fazer isto…

I me myself  cheat ;) but I believe there is a cleaner way to do this…

Aqui e ali embebo um pouco de tecido…

Here and there I take in a little bit of fabric…

Qual é o truque que usam as minhas queridas leitoras???

Which trick do you use, dear readers???

os meus livros… IV / my books… IV

 

This slideshow requires JavaScript.

Mais belos livros. Alguns só para deliciar os olhos,pois não tenho nem a habilidade nem os materiais para fazer aqueles trabalhos tão bonitos quanto complexos. Todos muito inspiradores.
A maior parte dos escritos em inglês pode ser comprada na Book Depository. Os livros chegam em três dias e enviam para todo o mundo livre do pagamento de portes!
Algumas revistas Arteideias e Marie Claire idées, só 4 Inspirations (assinatura de um ano – fica bastante caro… :( ) e muitas Rakam antigas e mais recentes.
(acho que está tudo o que tenho de útil para trabalhos com agulhas e linhas; quando comecei esta série de entradas não pensei que tinha tanta coisa!)
Recorro ainda a livros disponíveis on-line que estão referenciados na página do blogue livros/books .
Recomendo que, se estiverem para comprar um livro, não percam a secção de revisão de livros da Mary Corbet e ver se escreveu sobre o que pretendem.

Tenho pena de ter tão pouco em português. Se souberem de alguma coisa disponível em português deixem um comentário, por favor.

More beautiful books. Some only to delight my eyes because I haven’t nor the skills neither the materials to do such beautiful and complex works!
All very inspiring .
Most of the English ones can be bought at Book Depository. The book arrive in three days and are sent free wordwide delivery!
Some magazines Arteideias and Marie Claire idées only 4 Inspirations (a year subscription – too expensive for me… :( ) and many old and more recent Rakam.
(i think it’s all i have about needles and threads; when i started these post i had no idea i have so many things!)
I still go for the e-book referred on page livros/books.
If you are going to buy a new book don’t miss  Mary Corbet’s book reviews and find she wrote about it.

I’m sad I have so few in Portuguese. If you happen to know ;) something available in Portuguese let me know – feel free to leave a comment!

os meus livros … / my books … (III)

Acho que estes são os mehores livros para projectos específicos que tenho! Os passo-a-passo, em imagens e em palavras, destes livros são minuciosos.
O que nestes livros se aprende pode ser usado para qualquer outro projecto.
Luzine Happel disponibiliza estes e muitos mais livros em alemão, francês e inglês. Basta contactá-la para leuchtbergverlag@aol.com. Infelizmente a Luzine não tem blog! :(

I’m sure these are the best project books I have! The step-by-steps, in pictures and words, are thorough.
We learn a lot in these books.
Luzine Happel has these and many other books in German, French and English. You have to contact her to  leuchtbergverlag@aol.com . Unhappily Luzine has no blog! :(