Bordado

Desde que me dedico a estas manualidades que, quando quero bordar alguma coisa, me deparo com a dificuldade do risco.

Tenho ideia que antigamente havia uns químicos especiais para tecidos. O que actualmente arranjei foi um papel químico amarelo com que não me entendo.

Para ultrapassar as dificuldades faço, à vista e com lápis, os traços do desenho ou somente os pontos principais. Muitas vezes não marco nada e vou bordando.

Até que um dia uma amiga me chamou a atenção que algumas revistas que eu tinha – Rakan –
tinham riscos que passavam para o pano com o ferro quente. Nunca tinha reparado!!! Também os bordados dessas revistas são demasiado elaborados e densos, para o meu gosto.

Mas andava ansiosa por experimentar. Escolhi o desenho que queria e vai de experimentar com um ferro de viagem pequenino, tanto mais que a revista tinha a recomendação que o ferro não devia estar muito quente para não borratar o risco todo.

Experimentei em vários tipos de pano e nada! Um dia estava a passar com o ferro normal e resolvi pegar num pedaço de linho. Pespeguei-lhe com o desenho e o ferro em cima – passou o desenho que eu queria, mais uns quantos que não queria, mais umas letras que não percebo porque estão a tinta que passa a quente, pois não serão nunca para bordar!

De facto ficou um bocado borratado e, em certos sítios, tive de bordar à vista.

Não é dos meus bordados favoritos, por isso achei por bem fazer algumas modificações.

Com grande pena da minha neta mais velha não bordei o pássaro! Diminuí à base do bordado, para ficar um pouco mais leve. E, claro, utilizei as cores que tinha em casa.
 
Descubram as diferenças.

Foi uma trabalheira tirar a tinta dos outros desenhos e das letras.

O bordado está completamente descentrado e agora não sei que lhe faça.Talvez um saco. Mas gostei de o bordar.

One thought on “Bordado

  1. Olá!Sou uma bordadeira sem paciência para passar riscos também e vou te deixar uma dica que descobri a duras penas. Testei vários métodos para facilitar e o melhor que achei é o de imprimir o desenho no papel vegetal, prender o papel com fita crepe (não deixa resíduos) e pronto, é só sair bordando que no final o papel foi todo perfurado e sai com facilidade :)

Comments are closed.